Re: [Cmi-vitoria] Colunista Racista Agredi Índios em Vitória

aneleh aneleh em riseup.net
Terça Outubro 11 07:27:16 PDT 2005


-----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
Hash: SHA1

Rene será que vc consegue reescrever o artigo na integra e mandar pra
ca? Mandaram para a lista da brigada, mas nao mandaram inteiro, e eu
preciso dele todo pq entrei em contato com um voluntario do cmi salvador
que por acaso eh advogado e ele esta precisando para reencaminhar para
anaind, acho que é agencia nacional indigena, qq coisa assim...
beijos
aneleh


Anarkiisto wrote:
> Colunista Racista Agredi Índios em Vitória
> Uchoa de Mendonca é Colunista do Jornal A Gazeta, cada dia mais cumprice dos
> destruidores da terra e criadores dos bolsoes de miseria.
> Seu correio eh: fecomes.vix em zaz.com.br, carta em redegazeta.com.br
> 
> ===========================
> Por Lima Bliset
> Uchoa de Mendonca é um Cara tapado mesmo. Deveria se informar antes de
> publicar tantas asneiras. Entretanto, se informar não é coisa do seu tipo.
> Claro que não é só porque ele é tapado que escreve estas asneiras. Ele recebe
> para isso. Um jornal sempre paga alguem bem burro para fazer esse trabalho
> sujo, e a pessoa ainda se acha que é alguém. Coitado!
> 
> Dentre as tantas pérolas publicadas por este sem verganha na cara, está o
> desconhecimento e a mentira. Num passado recente abriu a boca para falar que
> na reserva de restinga de Setiba, em Guarapari, existia apenas um areal,
> claramente apoiando a invasão das imobiliárias. Ora, restinga não é só "mato"
> de meia altura, existe uma floresta também. Esse tapado nunca deve ter entrado
> ali. Vive dentro de um apartamento.
> 
> Agora, abriu a boca fara falar da ocupação histórica da Aracruz Celulose.
> Nessa matéria mostrou porque é uma facistóide, disse "Sou pelo aculturamento
> definitivo dessa gente". Claramente mostrando que não é a favor da
> diversidade. Isso é RACISMO. Podemos processa-lo. Mas nem vale a pena. Outra
> pérola foi que a empresa "Trabalha com produto
> renovável". Não compreende, ou se faz de idióta para ganhar a vida,
> que milenarmente se sabe que MONOCULTURA acaba com qualquer terra.
> Continuando diz que os índios(as) "envergonham, que nos humilham
> diante das nações civilizadas". Ora, essas mesmas "nações civilizados"
> já proibiram esse tipo de monocultura. Mesmo seguindo a sua curta
> capacidade de pensar, chega-se a conlusão inversa. Só faltou dizer
> porque os portugueses não acabaram com todos(as) eles(as).
> 
> Ainda bem que este cara não tem seguidores. Escreve num grande jornal
> para pessoas peguenas. Pessoas tapadas, de visão curta e mesquinha,
> não costumam ler além daquilo que já consideram previamente a verdade.
> Além disso, tem prisão de ventre. Deve ser o seu caso.
> 
> Para seu conhecimento (muito dificil vai ser ele ler isso, mesmo
> assim, ai vai) a produção de celulose de eucalípto é uma conseguência
> do consumismo desenfreado dos países do "mundo civilizado", também
> chamado primeiro mundo. Enquanto nos EUA se consomem 350 kg de papel
> por pessoa por ano, no Brasil, um dos maiores produtores, o consumo é
> de 50 kg. 97% da celulose branqueada é exportada para produzir, quase
> exclusivamente, papel descantável para o "mundo civilizado". A coroa
> da Noruega, juntamente com o Grupo Safra, são os maiores acionistas da
> Aracruz, 28% cada. A luta indígena não pode ser vista apenas como uma
> luta pela terra. Ela é, antes de tudo, uma luta pela vida.
> 
>      O Planeta já está dando a sua resposta contra a destruição do
> meio-ambiente. São furacões cada vez mais devastadores nos EUA, os
> ciclones, que nunca existiram agora chegam ao Brasil, entre outros
> exemplos. Nós, também temos que dar nossa resposta.
> 
> A miséria que as empresas de celulose trazem para os países em que
> se instalam são superiores aos benefícios. Na Indonésia, Tailândia,
> Uruguai, Chile, Uruguai, em qualquer lugar onde elas se instalaram,
> deixaram uma quantidade de trabalhadores rurais sem terras e sem
> condições de trabalho muito superior aos empregos gerados. No ES não é
> diferente. Muitos trabalhadores(as) venderam suas terras e hoje estão
> sobrevivendo na miséria nas periferias das cidades.
> 
>    Interesante notar que a Noruega foi recentemente considerada o
> pais com a melhor qualidade de vida e a melhor distribuição de renda
> do mundo. Industrias poluentes lá praticamente não existem. Lá
> monocultura não existe, aqui eles deitam e rolam com monocultura
> indiscriminada de eucalípto. Estão interessados em lucro fácil e se
> passar por defensores do maio-amnbiente em seus países, trazendo as
> índustrias poluentes para os países em desenvolviemnto.
> 
>     Este dia, que vai entrar na história, já está tendo suas
> repercussões! Os estudantes noruequeses, que a alguns dias atrás não
> sabiam das verdadeiras intenções dos investimentos que seu país fazia
> no Brasil, se interessaram pela causa e já estão traduzindo material
> para divulgar na Noruega. Inclusive uma das estudantes já recebeu
> apoio da Aracruz, lá na Noruega, sem saber as verdadeiras origens. A
> coroa norueguesa lançou uma nota na imprensa dizendo que os estudantes
> não estavam lá apoiando o movimento e foram levados sem saber de nada.
> Hoje, sexta, pela manhã, repórteres noruegueses já ligaram para a FASE
> e foram colocados em contato com os estudantes para que estes relatem
> a verdade!
> 
> Lima Bliset, 56 anos.
> Dr. em Engenharia Econômica,  ex-professor da universidade de Paris
> IX, membro da liga internacional pelo direito do povos e pela
> liberdade fora do estado.
>   Passaporte 123456789
> 
> 
> 

-----BEGIN PGP SIGNATURE-----
Version: GnuPG v1.4.0 (MingW32)
Comment: Using GnuPG with Thunderbird - http://enigmail.mozdev.org

iD8DBQFDS8vEvfJrADwfnmsRAn86AKCncW5keKRXF/uHYGg0knOI2Etr8ACcCjOy
GORLcvbOFkENnNdV7kAklSI=
=oE0P
-----END PGP SIGNATURE-----



Mais detalhes sobre a lista de discussão CMI-Vitoria